Blia - Assoc. Internac. Luz de Buda

O Venerável Mestre Hsing Yün, fundador da Blia, sentiu-se desafiado e propelido por um voto: “Possa a Luz do Buda brilhar sobre os Três Mil Reinos”. Possa a Água do Darma fluir pelos Cinco Continentes.”.

Depois de ter deixado o posto de abade de Fo Guang Shan (Montanha da Luz de Buda) o Venerável Mestre continuou a expandir sua visão por onde quer que passasse. Ao observar a fé ao redor do mundo, ocorreu-lhe a ideia: “Ao encarar os inúmeros desafios de seu tempo e as profundas necessidades dos diversos povos do mundo, Fo Guang Shan deveria levar o budismo às comunidades e cidades, para alcançar as massas, cruzando fronteiras, atingindo a todos.”. Nascida desta visão, a Blia foi criada para sustentar a fé, criando oportunidades ao patrocínio de atividades religiosas e educacionais, que purificassem a mente e realizassem o potencial humano, estabelecendo a Terra Pura, no planeta.

Tendo por base os princípios do Budismo Humanista as ações que a Blia e o Templo Zu Lai empreendem, desde a época da sua criação, baseiam-se em quatro pilares: cultura, educação, ação social e prática religiosa.

A afiliada da Blia, na República Oriental da China, foi criada em 1990 quando em sua inauguração, o Venerável Mestre Hsing Yün fez a seguinte observação: “O Buda nos ensinou que o universo inteiro é o nosso coração. Assim, na Blia nós não fazemos distinção de raça, cultura ou país. Nós seremos capazes de expressar, por completo, o espírito do Tathagata numa perspectiva global para difusão do budismo. Budismo significa viver com compaixão, benevolência universal e com sabedoria para distinguir o certo do errado.”.

A matriz da Blia encontra-se no Templo Hsi Lai, em Los Angeles, nos Estados Unidos e desde a criação da sua sede mundial, várias afiliadas surgiram ao redor do mundo, presentes hoje em cerca de setenta países. Atualmente a Blia possui 170 afiliadas e mais de mil subafiliadas com mais de um milhão de membros, mundo afora.

O dia 16 de maio foi adotado como o “Dia Internacional da Luz de Buda” e assim a Blia convida-nos a participar da construção de um mundo de paz e harmonia.

No Brasil ela está sediada no município de Cotia, em São Paulo e no país há subafiliadas em São Paulo, Recife, Rio de Janeiro e Londrina.

A Blia exerce um importante papel social no Brasil. Um dos maiores exemplos é o Projeto Filhos de Buda onde cerca de trezentas crianças e jovens de uma região carente de Cotia, recebem aulas de ética, comportamento, música, ginástica, meditação, inglês, português e teatro, entre outras, no Centro de Educação Luminar mantido pela Fundação Filhos de Buda.

O Conselho Social e Econômico das Nações Unidas (ECOSOC), em sua Sessão Permanente de julho de 2003, decidiu outorgar à Associação Internacional Luz de Buda (Blia) o especial status consultivo de Organização Não Governamental dos Estados Unidos. Em dezembro de 2003, outra importante agência da ONU, o Departamento de Informação Pública (DPI), também concedeu o status de ONG à Blia.

Junto com outras 2300 ONGS, a Blia e suas afiliadas espalhadas pelo mundo terão participação ativa em todos os assuntos da ONU e quanto mais ela se envolver, um maior entendimento haverá entre as duas entidades.

Como maior missão da Blia está o desenvolvimento da Terra Pura do Budismo Humanista, ela será uma das grandes parceiras da ONU na promoção de um futuro melhor para a sociedade humana.

normalcase b04s bsd fwR tsN left show|tsN left fwR b02s uppercase show bsd|left fwR tsN show normalcase|||image-wrap|news c05 b01 bsd|uppercase c05 b01 bsd fwR|b01 c05 bsd uppercase|login news uppercase b01 bsd fwR c15|tsN uppercase c05|normalcase uppercase c05|content-inner||