Cronologia histórica

 Cronologia histórica sucinta do Budismo

 

6º Século a.E.C1.        Vida de Siddharta Gautama, o Buda histórico (563-483 a.E.C.)2.

5º Século a.E.C.          Primeiro Concílio Budista em Rajagrha (483 a.E.C.).

4º Século a.E.C.          Segundo Concílio Budista em Vaishali (383 a.E.C.).

                                        Concílio Budista não canônico em Pataliputra (c. 367 a.E.C.).

                                        Início de divisão das tradições budistas.

3º Século a.E.C.           Reinado do Imperador indiano, o Rei Ashoka (272-231 a.E.C.).

                                        Terceiro Concílio Budista em Pataliputra (250 a.E.C.).

                                        Mahinda, missionário do Rei Ashoka converte o Sri Lanka (247 a.E.C.).

2º Século a.E.C.          Início do Budismo Maaiana (c. 200 a.E.C.).

                                       Composição da literatura do Prajñaparamita.

1º Século a. E.C.         Compilação do cânone páli no Sri Lanka (25-17 a.E.C.).

1º Século E.C3.           Reinado de Kanishka na Índia.

                                       Quarto Concílio Budista na Caxemira.

                                       Composição do Sutra Lótus e outros textos budistas.

                                       O budismo chega à Ásia Central e China.

2º Século E.C.             Período do Filósofo Budista indiano, Nagarjuna.

3º Século E.C.             Expansão do budismo até Burma, Camboja, Laos, Vietnã e Indonésia.

4º Século E.C.             Período dos filósofos budistas indianos, Asanga e Vasubandhu.

                                       Desenvolvimento do Budismo Vajrayana na Índia.

                                       Traduções de textos budistas para o chinês por Kumarajiva (344-413), por Huiyuan (334-416) e outros.

                                       O budismo chega à Coreia em 372.

5º Século E.C.             Fundação da Universidade Nalanda na Índia.

                                       Período do filósofo budista, Buddhaghosa no Sri Lanka.

                                       O monge peregrino chinês Faxian (c.337-c.418) visita a Índia.

6º Século E.C.             O monge indiano Bodhidharma chega à China (c.520).

                                       Início da era de ouro do Budismo Chinês à época da Dinastia Chinesa Sui (589-617).

7º Século E.C.             À época da Dinastia Chinesa Tang (618-906), o budismo se estabelece no Tibete (c.650).

                                       O monge peregrino chinês Xuanzang visita a Índia (629-645).

8º Século E.C.             À época do Período Nara na história do Japão (710-784) desenvolvem-se as escolas acadêmicas:

                                      Jojitsu, Kusha, Sanron, Hossô, Ritsu e Kengon).

                                       Primeiro Monastério Tibetano em bSam-yas.

                                       Grande debate entre as escolas de budismo tibetanas e chinesas.

                                       Tem início a Escola Ningma do Budismo Tibetano.

9º Século E.C.             Período Heian da História Japonesa (794-1185).

                                       Surgem no Japão as Escolas Tiantai, fundada por Saichô [767-822] e Shingon, fundada por Kukai [774-

                                       835].

                                       Grande repressão ao budismo na China (845).

10º Século E.C.           Primeira impressão do Cânone Budista Chinês (983), conhecido como a Edição de Szechuan.

11º Século E.C.           O erudito monge indiano Atisha (982-1054) chega ao Tibete (1042).

                                        O iogue Marpa (1012-1097) dá início à Escola Kagyu do Budismo Tibetano.

                                        Milarepa torna-se o maior e mais popular santo do Budismo Tibetano.

                                        Teve início a Escola Shakya de Budismo Tibetano.

                                        O Budismo Teravada refloresce no Sri Lanka e em Burma.

                                        O budismo declina na Índia.

12º Século E.C.           O Budismo Teravada firma-se em Burma.

                                        Período Kamakura da história japonesa (1192-1338).

                                        Honen (1133-1212) funda a Escola Terra Pura do Budismo Japonês.

                                        Eisai (1141-1215) funda a Escola Zen Rinzai do Budismo Japonês.

13º Século E.C.           A Universidade de Nalanda na Índia é destruída (c. 1200).

                                       Shiran (1173-1263) funda a Verdadeira Escola Terra Pura do Budismo Japonês.

                                       Dogen (1200-1253) funda a Escola Soto Zen do Budismo Japonês.

                                       Nichiren (1222-1282) funda a Escola Nichiren do Budismo Japonês.

                                       Os mongóis são convertidos ao Budismo Vajrayana.

14º Século E.C.           Bu-stön reúne e edita o Cânone Budista Tibetano.

                                       O Budismo Teravada estabelece-se na Tailândia tornando-se a religião do Estado em 1360.

                                       O Laos e o Camboja tornam-se países Teravadas.

                                       Tsonkhapa (1357-1419) inicia a Tradição Gelug do Budismo Tibetano.

15º Século E.C.           Tem início a linhagem dos Dalai Lama no Budismo Tibetano.

16º Século E.C.           O líder tibetano Gelugpa recebe do Rei Mongol Altan Khan o título de "Dalai" ( 1578).

                                       O "Grande Quinto" Dalai Lama reúne-se com o Imperador Shunzhi da Dinastia Qing, perto de Pequim].

17º Século E.C.           Controle do Budismo Japonês por parte do Xogunato Tokugawa (1603-1867).

18º Século E.C.           Ocupação colonial do Sri Lanka, de Burma, Laos, Camboja e Vietnã.

19º Século E.C.           A Restauração Meiji na história japonesa (1868) marca o fim do governo militar.

                                       Novas seitas começam a emergir no Budismo Japonês.

                                       Quinto Grande Concílio Budista em Mandalay em Mianmar (antiga Birmânia).

20º Século E.C.           A edição chinesa do Cânone Taisho Shinshu Daizokyo é impressa em Tóquio (1924-1929).

                                       O Comunismo reprime e controla o Budismo Tibetano (1950-    ).

                                       Criação do World Fellowship of Buddhists (1952).

                                       Sexto Grande Concílio Budista em Rangoon, Burma (1954-1956).

                                       O Dalai Lama deixa o Tibete refugiando-se na Índia (1959).

                                       O Budismo chega ao Ocidente.

 

Extraído do Historical Dictionary of Buddhism, Charles S. Prebish, First Edition, Delhi 1995.

 


1. a.E.C.: abreviação da expressão “antes da Era Comum”, equivalente a “antes de Cristo” (a.C.), usada preferencialmente pelos povos não cristãos.

2. Data de nascimento do Buda: Durante muitos anos e sobretudo devido à influência da ortodoxia Teravada sobre os acadêmicos ocidentais, o ano de 563 a.E.C. foi aceito como a data de nascimento do Buda. Isso se baseava nas antigas crônicas do Sri Lanka (Mahavamsa, Chuvamsa e Dipavamsa). Uma segunda tradição, originária do continente indiano, situa o nascimento cerca de cem anos mais tarde, por volta de 450 a.E.C. Investigações recentes, baseadas no Dipavamsa sugerem que muito provavelmente ele tenha nascido em 485 a.E.C.

3. E.C.: Era comum. Ver a.E.C.

normalcase b04s bsd fwR tsN left show|tsN left fwR b02s uppercase show bsd|left fwR tsN show normalcase|||image-wrap|news c05 b01 bsd|uppercase c05 b01 bsd fwR|b01 c05 bsd uppercase|login news uppercase b01 bsd fwR c15|tsN uppercase c05|normalcase uppercase c05|content-inner||